quarta-feira, 29 de abril de 2009

Atrás da Porta - Chico Buarque

nostalgianóstalgianostalgianóstalgia
.................Aquela cobertura
.................o mar em frente;
........................................era noite,
........................................era paixão


Cidade iluminada,
embaixo dos nossos pés;
........................barulho do mar
........................barulho de beijo


Nós dois éramos quase um;


................Meu corpo
................descobria tuas mãos
................................pelos recantos
................................nunca antes conhecidos;


Meu corpo queria
ser descoberto;
...............aquele vestido de seda azul
...............que não desabotoaste...


Nós dois éramos quase um;


...............Aquele vestido de seda azul
...............que não tiraste de mim,
....................................está hoje guardado,
....................................guardei-o junto com


Aquele amor
que ficamos por fazer;
.................................era noite,
.................................era paixão.


Éramos, apenas,
Tu e eu, quase um só;
.................debaixo das estrelas.
nostalgianóstalgianostalgianóstalgia

3 comentários:

Eve disse...

Acho que não lembro mais. hehe.
Devo ter comentado em alguma postagem e o recado foi relacionado.

Beijão.

.ana disse...

linda poesia...
=)

beijos!

Madame disse...

Que lindo, que lindo.
Atrás da porta é uma das músicas do Chico Buarque que mais me impressionam. Como ele pode saber tão perfeitamente o que uma mulher sente ao ser abandonada? É assustador.
Beijos!