terça-feira, 30 de junho de 2009

Querida

Mãe,
olha bem,
olha.


,
vê a
tua
filha


E
,
vê com teus olhos,
porém, olhos renovados;


porque se não a veres
agora,
talvez,
em breve,


a verás batendo asas,
voando
ao longe


- de
ti.


3 comentários:

.ana disse...

...e quando a pessoa vai pra longe, a dor da falta é muito grande.

mas sempre chega o momento de sair de debaixo das asas e seguir sozinha...

fochesatto disse...

gostei do exercício.

Raíssa disse...

:~