quinta-feira, 9 de abril de 2009

Ne Me Quitte Pas - Maysa

Para Thaynã Castanha Dantas,

........Querer Thaynã é querer a prosa viva e a realidade utópica; é querer um conto com ausência de fim ou fim ausente; é viver incondicionalmente; é querer amar e ser amada incansavelmente; é buscar initerruptamente qualquer motivo para sorrir; é sofrer por amor, pelo amor e com amor; é dar um trago - de qualquer coisa - e descobrir que apesar de tantos (des)feitos, há vida e fôlego para muito mais!; querer Thaynã é querer a personificação da poesia. É querer participar de "um conto sem ponto final".




Sabes o que mais gosto em ti?


E eis que te digo: o que eu mais gosto em ti é o teu sorriso, parece esconder um segredo.

Há um toque de mistério, como se estivesses contando um segredo durante o simples ato de rir... é como se contastes com toda alegria, todo o teu pranto.


......................Não há sorriso mais bonito, não há.



.................Com muito carinho e admiração,



da tua soul-sis,

.






P.S.: "Ne Me Quitte Pas".