terça-feira, 5 de maio de 2009

Caminhos Cruzados - Maysa

Temos em comum um passado de desilusões. Somos eu e tu, dois corações despedaçados.
Geralmente, as pessoas se unem pela alegria.
Quando estou contigo, no entanto, sinto tristeza, gosto. Apenas dói um pouco isso de sentir-se alegre em meio a tristeza...
Queres mesmo saber o que se passa na minha cabeça? Quero.
Sou muito inconstante, nenhuma novidade, não? Não. Sinto que tenho que cuidar de ti... do teu coração, tão sofrido quanto o meu.
Às vezes tem hora que eu sinto que vais embora, dá vontade de gritar: Vai não! Vai não! É que às vezes eu vou embora mesmo. Pra onde? Te deixando, indo pra algum lugar que não sei onde.

Isso acontece comigo, sabe? Vai não...

Eu não quero ir, minha cabeça não quer ir, mas meu coração vai...
Sabes qual é o problema? Talvez. Talvez... a gente tenha começado antes do tempo, e eu sou impaciente. Não sei explicar o que sinto quando me abraças, algo quase sublime, diria.
É como se tu esperastes algo que só vem mais pela frente. Isso! É isso! Eu queria sentir agora o que talvez mais na frente chegasse a sentir. É um caminho a se percorrer, até um dia que vamos nos ter.
E agora, coração? Eu sempre estive aqui, você que tenta fugir de mim. Eu não estou acostumada com a felicidade. "Mas fica, meu amor Quem sabe um dia. Por descuido ou poesia. Você goste de ficar". Lutei muito pouco pra te ter, sabe... queria ter passado mais tempo tentando te ganhar pra mim. Me disseste: acho que estou gostando de você, tenho medo...

Eu gosto de você. Gosta? Gosto.

Só não imaginei que seria assim: tão assim. E eu achava que eu que procurava seguir você, e não te levar... Mas vejo que isso foi uma decisão de nós dois. Sou muito emotiva. Se um dia eu te disse isso, é porque naquele momento era o que eu sentia e queria dizer. Porque nós dois precisávamos tanto disso, mesmo um levando, ou o outro, foi decisão dos dois seguir, e avançamos muito. Muito. Para um ponto onde já deveria haver sentimento. E não há, o bastante... Queres estar comigo? Queres ocupar meu coração? Quero. Quero. Então não vá embora, não perca o pouco que já conseguiu. Sou tão amante da vida quanto você.

Eu queria te perder só pra ver se eu iria te encontrar. És tão interessante.

Eu literalmente e literariamente já fui louca por um homem, e queria sentir isso por outra pessoa. E agora? Tenho medo de gostar de ti e um dia... acabar. Queira só o presente. O presente? Agora, agora, no presente, eu não quero é nada. Nem essa cama, nem essa cidade. Nem eu, nem você. Nem você e eu. Estás fazendo que eu seja forte por ti. Faz isso não... Isso me faz mal, sabe? Faz-me mal fazer-te mal. H? Estou aqui, estou sempre aqui.
O que eu quero? Eu não sei o que eu quero. Não sei porque não sei o que quero.
Agora, agora, eu só queria que tudo ficasse sustenido. Tudo. Até eu e você?

.........................................................Deixa eu sentir tua falta.