sábado, 8 de maio de 2010

Com Afeto - a propósito da dor de um dia

.
.
.
.
.
.
Eu quero ver como os traços do rosto dele
.
vão se comportar diante de mim,
.
como suas mãos vão se movimentar,
.
quero ver se meus olhos se diluirão em águas salgadas,
.
e como os seus braços a isso irão responder.
.
Não vou até lá para nada.

.
Eu quero conversar isso pessoalmente,
.
olhos nos olhos,

.
pra que ele sinta os meus olhos alfinetando seus olhos
.
e essa dor afete seu coração do mesmo modo que ele afetou o meu.
.
Sem afeto.









02/12/2008
Uma dor passada, é dor passada. Hoje.

3 comentários:

Branca disse...

Com açucar, com afeto fiz seu doce predileto pra você...

Ah, Haula... quanta tristeza tem morado em mim e esses teus textos! Ah, Haula!

M. disse...

A Bianca preconizou o meu comentário: "...parar em casa. qual o quê?"

A tristeza tem sempre uma esperança...

marcio markendorf. disse...

que coisa dolorosa e tão bonita. às vezes só com as vísceras se faz a melhor literatura...