quarta-feira, 14 de março de 2012

Da perdição

na perdição que é-nos a vida, 

e na morte do que por amor nos seria devido,

pessoas aparecem

perdem-se desaparecem

e a gente se perde delas - nelas 

- e elas da gente;

tenho medo de te perder

pois que somos livres

para perder-nos

em qualquer lugar

inclusive,

dentro de outras pessoas;

não quero:


perder-nos, nem

que te percas em outro corpo,

ou 


em outro coração,

que não 

meus.