quinta-feira, 10 de outubro de 2013

AVE AMOR MORITURI TE SALUTANT!






SUBO DA ESCURIDÃO
AVE IMPERATOR
O MEU ESCUDO DISPENSO
CANSADO DE CARREGÁ-LO 
EU ESCUDO FAÇO-ME
DESEMBAINHO-ME NO MELHOR DE MIM
TODO O POVO A ME ASSISTIR
NAS BATALHAS SEMPRE ÚLTIMAS
HOMENS ATACAM-ME
ESCUTO OS GRITOS DE SURPRESA
MOVIMENTO-ME COM DESTREZA
POR ENTRE FAMINTOS LEÕES
ESCUTO A PLATÉIA INCRÉDULA
A ESTE HOMEM NADA IMPERA
SEM QUE AO SANGUE O LEVE
PORQUANTO EXISTIR QUEM O VEJA E O OVACIONE
EM SUAS ATUAÇÕES MORTAIS
EU, GLADIA E DOR
DESTROÇANDO-ME EM INTEIRICE
COMPLETANDO-ME COM ESVAIR-ME
FATIGADO DO MEU ETERNO SER VIR
SEMPRE À TUA INALCANÇÁVEL PESSOA
AVE CAESAR
IR-ME EMBORA VOU
DESTE TEU REINO
EM QUE SÓ  IMPERA A DOR




Nenhum comentário: