segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Você tava lá, 
com aquela menina,
e tava pegando na mão dela!
E pegava, e soltava, e abraçava, e
desconversava. Ria e só ria, passeava
parecendo despassado, mas sendo presente.
Espaçoso, sorria, no meio da rua. Tu tava tão
engraçado, o riso frouxo igual o cadarço. 

E depois tu foi embora com ela pra esquina, se olharam, se beijaram, mão aqui, mão acolá, e fizeram aquilo. 
Eu escre
vi 
tudo
viu, mocinho?





de algum dia de agosto deste ano