terça-feira, 19 de julho de 2016



quase meio-dia, olhei para o lado direito, havia um panfleto pregado na parede do hospital que [me] dizia Aurora Café;
ainda agora, durante a conversa no jantar, disseram [a mim] tem uma advogada muito boa, de Recife; o nome dela é Aurora.
lembrei-me de um rabisco bobo que outrora escrevi: Aurora, ora aura, ora ora.
deve ser apenas há caso.