sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

02/02/2019


O carteiro das cartas não enviadas passou hoje por aqui.
Na falta de papel e caneta, escrevi na areia, ao pé do mar,
e te mandei um verso bobo com letras borradas
que dizia assim:

de todas as presenças em minha vida
a que mais me aperta
é a ausência de ti
- essa década de verão.



2 comentários:

aluah disse...

chego a lembrar de abreu
um cigarro na mão direita

Anônimo disse...

E uma ausência na mão esquerda